15 de outubro de 2013

LABRADORES, MARLEY, AMOR PURO!





















Ain labradores.. são tão lindos, charmoso e fazem a gente delirar só de olhar pra eles. Essas orelhas pra baixo e essa carinha de sapeca faz a gente querer agarra-los e não soltar nunca mais. São tão animados e brincalhões que chegar a estressar.
Marley (não, não é a história do cachorro do filme). Tudo começou no dia 04/07/13, quando eu sai de casa pela manhã e fui até a feira do Cia (uma das maiores daqui de BSB pra mim).  É meio longe da onde eu morro, mas eu insisti tanto que eu, minha mãe, meu pai e meu irmão fomos. Falei que era de ônibus? Pra estressar mais ainda fomos de ônibus. Demorou quase 1 hora pra chegarmos lá. A intenção era chegar andar pela feira (que tem todo tipo de raça de cachorros) e depois decidir qual comprar. Assim que chegamos lá, logo na entrada tinha uma mulher, um homem e uma menina que aparentava ter 16 anos. Eles estavam com o carro cheio de cachorro, mas não era qualquer cachorro. Era os amados labradores. Eu olhei de longe e falei -que fofo né mãe!?- ela olhou e ficou louca pra ir lá nos cachorros. Enquanto meu pai pedia pastel e caldo de cana pra nos comermos eu e minha mãe fomos lá olhar os cachorros. Eram lindos de longe, e "perfeitos" de perto. "Perfeitos"? Nenhum labrador é perfeito. Eu que o diga! Olhei, abracei e fiquei louca por todos. Perguntei o preço e logo em seguida voltei pra comer. Falei com meu pai e ele falou pra mim ir lá perguntar se a mulher fazia mais barato se fosse a vista. Lá foi eu e minha mãe voltar pros cachorros e perguntar. Ela falou que deixava 100 reais mais barato. Estava tudo dando certo até o momento, o que poderia dar errado? 
Meu pai foi no banco mais próximo dali sacar o dinheiro por enquanto que eu, meu irmão e minha mãe ficamos ali amando os cachorros. Quando você vai comprar um cachorro sempre há aquela dúvida que te tortura "macho ou fêmea?". Por enquanto que eu olhava a fêmea minha mãe admirava um cachorro que estava no colo do homem. Ele tava quetinho, parecendo um menino comportado (só parecia!). Tinha uma moça olhando esse "tal cachorro" e minha mãe falou bem baixinho -eu quero aquele ali!-. Ai eu como estava escolhendo falei pra mulher -moça, eu quero aquele ali no colo do homem!-. Ela foi lá e pegou ele. Fiquei com ele no colo e ele tava tão lindo ali, no meu colo. Eu já tinha feito a minha escolha. Ou não? 
Meu pai chegou e viu que eu estava com um macho no colo, ele olhou pra mim e falou -vai levar esse mesmo? Macho?-. Eu falei que sim. Então ele falou que eu não sabia fazer negocio e que era ele que estava pagando. De fato eu deveria levar a fêmea. Fiquei um pouco constrangida por ele ter falado aquilo, então coloquei o macho na mesa e pedi pro homem pegar a fêmea e o macho e colocar lado a lado para que eu pudesse escolher. Olhei, olhei, olhei e nada. Dai meu pai me apreçou e eu no fogo no momento escolhi a fêmea. 
Já estávamos indo pra dentro da feira quando minha mãe olhou pra mim e me viu chorando. Eu tinha feito a escolha do meu pai, mas não a minha. A fêmea era linda, mas quem tinha ganhado meu coração era o macho. Minha mãe pegou a fêmea dos meus braços, voltou lá e pegou o macho pra mim. Nesse momento ela foi minha heroína. Ela foi contra o meu pai junto a mim. Nesse momento eu estava feliz de verdade.
Estava tudo indo bem, afinal, eu imaginava que cuidar de um cachorro era mais fácil que cuidar de casa. Mas me enganei. Quando comprei ele, ele tinha 35 dias, agora ele está com 3 meses e 12kg bem distribuídos. Nos primeiros dias eu estava quase pirando. Ele não me deixou dormir nos 3 primeiros dias. E o pior era que eu tinha aula no dia seguinte, ou seja, eu não dormia e ainda tinha que ir pro colégio. Mas essa fase já passou, agora estamos numa "mais complicada" eu classifico. 
Todo mundo fala que não pode deixar nada no chão que eles comem, pois é, eu não acreditava até ele comer meu portfólio, alguns dos meus livros, 2 bíblias da minha mãe, as plantas da minha vó, o óculos do meu pai e mais um trilhão de coisa. Como eles conseguem? Fora que ele já bebeu Q' boa, desinfetante e outras coisas.
Apesar de tudo isso, eu o amo. Mesmo com as bagunças que ele faz, mesmo com as coisas que eu já perdi por ele comer, mesmo ele me deixando toda marcada com suas mordidas de dentes finos, mesmo por todas as bagunças que ele ainda irá fazer. É a coisinha mais verdadeira que eu já pude ter. Ele não sabe, mas é tão gratificante quando eu chego de algum lugar e ele vem correndo e pula em cima de mim e me enche de lambidas. O meu amor não chega nem aos pés do que ele sente por mim, porque ele é puro, coisa que nos humanos não somos.  

20 comentários:

  1. Káaah17.10.13

    owwwn, que texto lindo Ry s2
    um dos meus preferidos agora! ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. awn, fico muito feliz em ler isso Káah :) '

      Excluir
  2. Anônimo17.10.13

    "O meu amor não chega nem aos pés do que ele sente por mim, porque ele é puro, coisa que nos humanos não somos."
    Pura verdade. Eu briguei com o meu cachorro e logo em seguida ele veio me lambendo. É muito amor.sz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eles são tão puros ;c ' ♥

      Excluir
    2. Anônimo17.10.13

      E verdadeiros Ry! (;

      Excluir
  3. Bruna V.17.10.13

    Ry, você escreve muito bem, parabéns! ,*

    ResponderExcluir
  4. Anônimo17.10.13

    o nome do seu cachorro é marley né Ry?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim. Iria ser Chuck Bass, mas minha mãe não deixou porque falou que lembrava o Chuck "boneco assassino". Então ficou Marley msm (: ♥

      Excluir
  5. Jordana Alvez17.10.13

    Ele já comeu um óculos???????????? Meu Deus
    Tenho um labrador tb, e ele já comeu vários trabalhos da minha faculdade!
    Já repeti 1 vez por causa que ele comeu um trabalho que levou meses pra fazer, e quando faltava um dia pra mim entregar ele comeu. :/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. NOSSA '-', o meu por enquanto não comeu nenhum trabalho muito importante meu kkkkkk

      Excluir
  6. Pamella Michelle17.10.13

    que text lindo Ry. A história é real?
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É a história do meu cachorro Pamella kkkk

      Excluir
  7. meu sonho é ter um labrador.
    Ry,vc poderia me passar algumas informações da onde vc compro o seu cachorro? Pois sou de BSB e queria comprar um também.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Keyla, eu comprei ele no Cia e ele estava R$ 400 reais, mas eu falei com a moça que estava vendendo e ela deixou por R$ 300. Eu ainda tenho o telefone da moça, se você quiser entra em contato comigo por email que eu passo! Bj ;*

      Excluir
  8. Acho muito justo você escrever ou criar uma tag só falando do Marley, tenho certeza que todas as suas leitoras iriam adorar :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A cada mês eu vou escrever um texto sobre ele Coli. É só ficar ligadinha no blog e nas redes sociais do blog. E tbm na tag "Marley"! ,*

      Excluir
  9. amei o textos Ry *-*

    ResponderExcluir